Comprovação de vida deve ser feita na agência bancária onde o beneficiário recebe o pagamento

Dia 30 de setembro é o prazo final para aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis que ainda não realizaram a comprovação de vida em 2020 ou em 2021, no período de janeiro a junho de 2021, junto ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Entre março de 2021 e junho de 2021, a necessidade da comprovação foi suspensa, devido às medida de segurança sanitária na pandemia. Mas, com o retorno da necessidade, a não realização do cadastramento pode implicar nas etapas de bloqueio e suspensão do pagamento. Se ainda assim, o beneficiário não atualizar os dados nessa segunda etapa, acontecerá o cancelamento do benefício.

A comprovação de vida deve ser feita na agência bancária onde o beneficiário recebe o pagamento. É possível consultar a situação da prova de vida, pelo aplicativo ou site do Meu INSS.

A Portaria nº 244 e Instrução Normativa nº 45, ambas de 15 de junho de 2020, estabelece que a obrigatoriedade da prova de vida uma vez por ano, no mês do aniversário, conforme estabelecido na Portaria nº 244 e Instrução Normativa nº 45, ambas de 15 de junho de 2020.

 

CPAD News/ Com informações Agência Brasil - Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil / RádioADBelem

www.radioadbelem.com