Município localizado na Baixada Fluminense completou esquema vacinal de 46% da população.


O uso de máscaras, em locais abertos ou fechados, foi desobrigado no município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

A flexibilização faz parte de decreto publicado nesta terça-feira (5) pelo prefeito Washington Reis (MDB). Segundo informações do Executivo, o município tem 46,8% da população totalmente imunizada.

“Máscara a população quase já não usa. Ninguém vai viver de máscara o resto da vida. Quem quiser usar pode usar, mas o uso obrigatório já deu”, declarou o mandatário.

À CNN Brasil, afirmou que a decisão foi tomada levando em conta o número de vacinados e os hospitais vazios. Para ele, o momento é oportuno para tirar a imposição do item.

A permissão, contudo, não se aplica à pessoa que se encontre infectada ou com suspeita de estar contaminada com o novo coronavírus durante o período de transmissão.

Questionado sobre a necessidade de esperar a aplicação da substância em mais pessoas, o prefeito respondeu: “Quem tiver essa preocupação vai usar máscara, o que não dá é que [a gente] vive uma loucura, o povo cobrando, a máscara cai no chão, chega no lugar o povo não entra, uma confusão louca… A gente resolveu aqui pelo controle que a gente tem. Graças a Deus em Duque de Caxias a pandemia está sob controle”.

Atualmente, segundo a prefeitura, Duque de Caxias já aplicou mais de 900 mil doses da vacina. O número de inoculações de primeira dose ultrapassou a marca de 70% da população-alvo e a segunda dose atingiu 46,8% dos moradores.

Na capital do estado, a flexibilização do uso de máscaras começará no próximo dia 15, com a dispensa em locais abertos e sem aglomeração, quando se estima esquema completo de vacinação em 65% da população. A liberação praticamente completa da máscara no Rio só deverá acontecer em 15 de novembro, quando 75% da população já estiver vacinada.


Conexao Politica / Rádio AD Belém

Redação, Pastor Daaber Santos