Segundo apurações preliminares, menino de 1 anos e 7 meses teria se enforcado na rede do gol de um campinho de futebol, onde realizava uma atividade externa com professoras

Polícia Civil do Estado de São Paulo investiga as circunstâncias da morte de um bebê de 1 ano e 7 meses em uma creche no Sacomã, zona sul da capital paulista. Os pais de Enrico Braga Souza suspeitam que ele tenha se enforcado na rede do gol do campo de futebol da creche. O delegado Douglas Dias Torres informou que a criança foi participar de uma atividade fora da sala de aula e, segundo relatos, prendeu o pescoço em uma rede da quadra. A perícia constatou, em um primeiro momento, que a morte foi provocada por uma parada cardíaca. “Estamos todos muito chocados. É uma situação muito desesperadora. Eles prestaram o pronto atendimento, fizeram o máximo. E foi muito difícil também para eles aqui. E, por esse motivo, então, nós vamos confrontar esses termos com os laudos para ver o que de fato aconteceu e não cometer nenhuma injustiça”, disse o delegado. Cinco professoras monitoravam a atividade de 30 crianças no campo de futebol da creche. A polícia busca imagens das câmeras de segurança e vão ouvir testemunhas e todos os funcionários do estabelecimento. A polícia registrou o boletim de ocorrência como morte suspeita, e a investigação está sendo conduzida pelo 95 DP, do bairro de Heliópolis.

O corpo de Enrico foi enterrado em Santo André, no ABC Paulista. A Secretaria Pública do Estado de São Paulo disse que está cuidando do caso e que, o mais breve possível, vai dar uma resposta aos pais do menino. Já a prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Educação, informou que abriu, em caráter prioritário, uma apuração para verificar circunstâncias da tragédia. A prefeitura informou ainda que assim que foi identificada a situação, todas as medidas necessárias foram tomadas e a família foi imediatamente contactada. Desde a morte do menino, as atividades da creche foram suspensas. As aulas só voltam ao normal somente na próxima segunda-feira, 5 de setembro.

Rádio AD Belem Fm @radioadbelem  

*Com informações do repórter Maicon Mendes